Avaliações de clientes

500 PRINCIPAIS AVALIADORES
Avaliado no Brasil em 16 de novembro de 2020
Trabalho em uma empresa que projeta suportes para a Echo Dot, por isso tive acesso ao modelo 4 já desde o lançamento. Neste período pude testar bem e comprarar o dispositivo com o modelo 3, anterior.

O novo design é quase que uma esfera com um corte na base. Visualmente os dois dispositivos são bem diferentes, o anterior era um disco, esse é uma bolinha. O primeiro projeto de alto falante esférico que tive contato foi a Harman Kardon Onyx, um dispositivo que tinha excelentes graves. Acredito que mais que mudar a aparência, melhorar os graves tenha sido o principal o objetivo da mudança de design da Echo Dot.

Será que os graves melhoraram? Como é o som da Echo Dot 4?

A diferença acabou sendo sutil. Pude perceber um pouco de melhora nas batidas ouvindo um Hip Hop como 50 Cent ou Dre, mas o som ainda deixa muito a desejar no quesito. A caixinha ainda vibra muito pouco e é tímida nos graves. Assim como a Dot 3, a Dot 4 é um dispositivo cujo projeto é muito vocal. Isso significa que o som é ótimo para a maioria dos sertanejos e músicas POP. Em alguns rocks o som fica legal também, mas por exemplo quando fui ouvir Dark Necessities do Red Hot, achei que faltou pegada para ser fiel ao som do baixo.

Outra mudança importante é que agora o dispositivo é direcional. Isso significa que o som não sai para todas as direções como saia na versão anterior. Você aponta a Dot 4 para uma direção e o som espalha em algo próximo de 180 graus ao invés de 360. A mudança só não é bem vinda para quem posicionava a sua Dot 3 no centro do cômodo ( acredito que eram raros casos e por isso mudaram).

No geral, considerando o porte da caixa, o som é dentro do esperado e comparável, por exemplo, a uma JBL de mesmo porte.

Sobre o design, eu gostei do formato. A iluminação interativa em led mudou da face superior e agora fica próxima da base do dispositivo. A mudança trouxe um certo charme para a caixinha.

Sobre o reconhecimento de voz: dá para perceber uma certa melhoria com a adição de mais microfones para captação de voz, mas não houve melhorar substancial, apenas incremental. O software é continuamente aperfeiçoado então fica difícil distinguir o que é melhoria de software do que é melhoria de hardware. Uma dica, se você treinar o aplicativo com a sua voz, o reconhecimento melhora significativamente. Basta baixar o APP da Alexa, o mesmo que você usa para fazer o passo a passo inicial de configuração e lá você encontra esta opção.

O maior problema continua sendo a falta de bateria. O dispositivo só funciona ligado na tomada. A fonte é grandinha e o cabo chama muito mais atenção do que deveria, tirando o brilho do dispositivo (vide fotos). A Echo Dot 4 foi pensada para uso em uma superfície plana, como uma mesa ou escrivaninha. O som não fica bacana quando a caixinha fica no chão.

No meu uso diário senti falta principalmente da oferta de suportes para tomada e para embutir no forro do teto que posicionam melhor o dispositivo e escondem a fonte e o cabo. Assim como ocorreu com a Echo Dot 3, este problema deve ser resolvido com o tempo.
Imagem do cliente
5,0 de 5 estrelas Som decente para um cômodo, muitas funcionalidade de automação e o velho problema do cabão aparente
Por cesar carneiro penna em 16 de novembro de 2020
Trabalho em uma empresa que projeta suportes para a Echo Dot, por isso tive acesso ao modelo 4 já desde o lançamento. Neste período pude testar bem e comprarar o dispositivo com o modelo 3, anterior.

O novo design é quase que uma esfera com um corte na base. Visualmente os dois dispositivos são bem diferentes, o anterior era um disco, esse é uma bolinha. O primeiro projeto de alto falante esférico que tive contato foi a Harman Kardon Onyx, um dispositivo que tinha excelentes graves. Acredito que mais que mudar a aparência, melhorar os graves tenha sido o principal o objetivo da mudança de design da Echo Dot.

Será que os graves melhoraram? Como é o som da Echo Dot 4?

A diferença acabou sendo sutil. Pude perceber um pouco de melhora nas batidas ouvindo um Hip Hop como 50 Cent ou Dre, mas o som ainda deixa muito a desejar no quesito. A caixinha ainda vibra muito pouco e é tímida nos graves. Assim como a Dot 3, a Dot 4 é um dispositivo cujo projeto é muito vocal. Isso significa que o som é ótimo para a maioria dos sertanejos e músicas POP. Em alguns rocks o som fica legal também, mas por exemplo quando fui ouvir Dark Necessities do Red Hot, achei que faltou pegada para ser fiel ao som do baixo.

Outra mudança importante é que agora o dispositivo é direcional. Isso significa que o som não sai para todas as direções como saia na versão anterior. Você aponta a Dot 4 para uma direção e o som espalha em algo próximo de 180 graus ao invés de 360. A mudança só não é bem vinda para quem posicionava a sua Dot 3 no centro do cômodo ( acredito que eram raros casos e por isso mudaram).

No geral, considerando o porte da caixa, o som é dentro do esperado e comparável, por exemplo, a uma JBL de mesmo porte.

Sobre o design, eu gostei do formato. A iluminação interativa em led mudou da face superior e agora fica próxima da base do dispositivo. A mudança trouxe um certo charme para a caixinha.

Sobre o reconhecimento de voz: dá para perceber uma certa melhoria com a adição de mais microfones para captação de voz, mas não houve melhorar substancial, apenas incremental. O software é continuamente aperfeiçoado então fica difícil distinguir o que é melhoria de software do que é melhoria de hardware. Uma dica, se você treinar o aplicativo com a sua voz, o reconhecimento melhora significativamente. Basta baixar o APP da Alexa, o mesmo que você usa para fazer o passo a passo inicial de configuração e lá você encontra esta opção.

O maior problema continua sendo a falta de bateria. O dispositivo só funciona ligado na tomada. A fonte é grandinha e o cabo chama muito mais atenção do que deveria, tirando o brilho do dispositivo (vide fotos). A Echo Dot 4 foi pensada para uso em uma superfície plana, como uma mesa ou escrivaninha. O som não fica bacana quando a caixinha fica no chão.

No meu uso diário senti falta principalmente da oferta de suportes para tomada e para embutir no forro do teto que posicionam melhor o dispositivo e escondem a fonte e o cabo. Assim como ocorreu com a Echo Dot 3, este problema deve ser resolvido com o tempo.
Imagens nesta avaliação
Imagem do cliente Imagem do cliente Imagem do cliente
Imagem do clienteImagem do clienteImagem do cliente
1.585 pessoas acharam isso útil
Informar abuso Link permanente