Avaliações de clientes

Avaliado no Brasil em 2 de abril de 2019
Comprei meu Kindle Oasis semana passada, e venho testando nos últimos dias, antes de escrever uma resenha da minha experiência com e-readers em si, nos últimos anos.
Desde já, deixo uma coisa bem clara: todo e qualquer Kindle é válido para quem gosta de ler, seja o mais simples, seja o mais caro. Se você só pode pegar o usado no ML, ou o simples em promoção... Se você gosta de ler, PEGUE. Vai fazer a diferença na sua vida.
Uso e-reader desde 2012; comprei o primeiro modelo do Kobo que lançou no Brasil naquela época, vendido pela Livraria Cultura. Um ano depois, comprei o primeiro Kindle simples vendido pela Amazon por aqui, e depois, comprei um Kindle Keyboard usado no Mercado Livre. Somente em 2016 troquei para o Paperwhite (6ª geração), e vim usando ele até então.
Vejam: os aparelhos são duradouros. Meu PPW ainda funciona, só estou repassando para meu marido, porque o dele (que era o primeiro simples que tive) eu dei para uma amiga.
Eu sou leitora compulsiva, do tipo que lê mas de 100 livros ao ano; minha média é 150, tento bater os 200 toda vez, mas nem sempre consigo. Para mim, o Kindle fez toda a diferença na minha vida – especialmente podendo enviar arquivos por e-mail, ao invés de sempre depender de ligar o aparelho por cabo no PC.
Assim, meu Kindle é algo importante pra mim, que nunca sai da minha bolsa e nunca está descarregado. Eu troquei porque a “lerdeza” do meu PPW de 6ª geração estava me incomodando um pouco, e senti a bateria dele durar um pouco menos (mas ainda durava).
Então, depois de ler resenhas e até postar aqui, resolvi comprar o Oasis. Para mim, foi uma decisão em nível de investimento: como é um aparelho duradouro, e que uso MUITO, valeria investir no que é considerado o melhor do mercado atualmente, pelos pequenos diferenciais que ele apresenta.
E é bem isso: PEQUENOS diferenciais, se comparado ao que o novo Kindle Paperwhite oferece. EM COMUM, os dois aparelhos têm: (i) resolução de 300 dpi; (ii) 8gb de memória; (iii) flashcards do construtor de vocabulário (muito úteis quando se lê em outras línguas); e (iv) são à prova d’água. O novo PPW é vendido até em 32gb aqui no Brasil, inclusive, o que o torna uma opção de melhor custo benefício, ainda por cima.
Mas resolvi pegar o Oasis por conta desses pequenos DIFERENCIAIS: (i) a tela que inverte de lado com o girascópio; (ii) os botões laterais que facilitam segurar e passar página, aliados a essa função de girascópio; (iii) a ergonomia de segurá-lo; (iv) a inversão de cores do modo noturno (pode colocar fundo preto e letra branca, que facilita MUITO a leitura no escuro).
Como podem ver, as diferenças são poucas, e o PPW ainda é muito melhor em custo-benefício. Não sei se o hardware e software dos dois tem muita diferença; para mim, que saiu do PPW de 6ª geração, foi um pulo GIGANTE: o Oasis voa, quando comparado. Mas para o novo modelo de PPW, eu não saberia dizer se faz tanta diferença assim.
Agora, falando da experiência de leitura no Oasis em si: a resolução fez a diferença (saí do 212 dpi do PPW de 6ª geração), a tela de vidro e 12 LEDs também, e o sistema rápido, então, nem se fala. Amei trocar de mão e ainda ser fácil de passar página com os botões laterais, e o equilíbrio do peso do aparelho na mão ficou bem melhor com a ergonomia prometida.
ENTRETANTO, a maldita CAPA atrapalha. Comprei a original da Amazon, e apesar de manter o aparelho fino, ela estraga a ergonomia, pois se virá-la para a parte traseira, ela tampa justamente o diferencial do modelo.
A pergunta que não quer calar: VALE A PENA? Se você é leitor compulsivo como eu, se você já está acostumado a usar e-reader, talvez valha. Esses pequenos diferenciais fazem, sim, diferença – especialmente se você está saindo de um modelo antigo, como meu caso. Como mencionei no meio do texto, acaba sendo um investimento a longo prazo para que sua vida como leitor seja ainda mais facilitada.
Mas se você já tem um modelo mais atual, ou se você é um leitor eventual, não vale gastar tanta grana. Pegue o mais simples, ou o PPW mais recente (que tem o melhor custo-benefício), e sua experiência de uso ainda será maravilhosa.
16 pessoas acharam isso útil
Informar abuso Link permanente